BLOG Maurino Veiga

Compartilhando conhecimentos e uma boa leitura.

16 ago

Tipos de liderança: descubra qual o seu e ganhe a confiança da equipe!

Comunicação Eficaz, Empreendedorismo, Liderança de Alto Desempenho No Response

Liderar é uma tarefa totalmente humana, por isso requer certas habilidades e “adaptações” conforme cada equipe e empresa. Há décadas as teorias sobre tipos de liderança são estudadas e exploradas para que seja possível aperfeiçoar minuciosamente cada modelo em cada contexto.

E diante da necessidade de entender cada modelo de liderança, sua adaptação a cada meio e a resposta das equipes, hoje decidimos explorar o assunto. Dessa forma, você, líder, poderá fazer uma grande reflexão sobre sua conduta de liderança. Bem como sobre os tipos de liderança e qual o melhor para o seu caso.

Garanta que sua empresa não faça parte da triste estatística de falência em menos de 2 anos por conta de má liderança e gestão, continue lendo e aperfeiçoe suas habilidades com dicas e conhecimentos práticos.

Quais os tipos de liderança?

Toda empresa precisa de uma pessoa que seja capaz de exercer o papel de líder, gerindo, motivando e dando suporte às equipes. Não necessariamente essa pessoa será um gestor, gerente ou diretor.

A posição de liderança independe do cargo dentro da organização, visto que diz respeito a condutas de trabalho voltadas para a garantia de uma boa integração de todos. A fim de conseguir os resultados esperados de forma harmoniosa e produtiva.

Dessa forma, diferentes métodos de liderança podem ser aplicados para garantir que o papel de líder seja cumprido. Vamos falar dos mais relevantes atualmente:

#1 Liberal

A liderança liberal é um dos tipos de liderança mais comuns e antigos, comumente associado a linhas de estudo teórico da economia capitalista. A ideia aqui é que o líder cumpra um papel de suporte para a tomada de decisão dos times, os quais recebem, aqui, certa autonomia.

Por exemplo, nesse tipo de situação, o líder liberal não interfere ou avalia uma decisão do time. Somente acompanha, com influência mínima. Nesses casos, os times têm liberdade para atuar de forma individual ou em grupo.

A autonomia proporcionada por esse modelo pode ser muito boa para diversos tipos de equipe, em especial as que performam melhor sem precisar seguir orientações à risca. Dessa forma, promove-se liberdade para que os colaboradores exerçam suas capacidades ao máximo, sem limitações de superiores, geralmente relacionadas à burocracia de processos.

Por outro lado, há também a possibilidade de a liberdade gerar confronto de ideias entre times. Nesse caso sim o líder liberal atuaria com mais influência, gerenciando conflitos da melhor forma.

#2 Situacional

Esse é um dos tipos de liderança em que o líder pode optar pelo modelo de liderança em cada situação, conforme julgar mais apropriado. Nesse caso, o sucesso do modelo depende não somente da habilidade do líder, mas da maturidade dos liderados.

Esses são fatores considerados nos estudos sobre a liderança situacional. O que promoveu a divisão desse modelo em 4 etapas:

Direção → Treinamento → Apoio → Delegação

Além disso, existem modos de liderança para cada uma dessas etapas da maturidade dos liderados. São elas:

Direção →  Orientação → Apoio → Autonomia

A maturidade dos liderados e os modos de liderar de forma situacional devem ser confrontados com “dados” práticos. Só assim o líder poderá identificar o que funciona melhor com cada um de sua equipe.

O bacana desse modelo é a flexibilidade que promove. Daí também a necessidade do domínio de competências de comunicação por parte do líder, para garantir a compreensão completa por parte de todos os envolvidos.

#3 Transformadora

A liderança transformadora tem como norte os valores organizacionais e a constante motivação da equipe. A ideia é que o líder tenha papel inspirador para a transformação profissional de todos os envolvidos no processo de trabalho.

Dessa forma, atributos como a humildade, comunicação efetiva, conduta inspiradora, honestidade e visão de longo prazo são fundamentais para um líder efetivamente transformador.

Esse perfil de liderança promove um ambiente em que a comunicação é aberta, todos possuem liberdade para colaborar com sugestões. O líder deve promover constantes desafios para manter o ritmo e a motivação.

E para que esses desafios não se tornem um fator de desaceleração de resultados, o líder deve ter pleno conhecimento das habilidades do time liderado.

Quando bem sucedida, a liderança transformadora promove resultados surpreendentemente positivos e enriquecedores para todos os envolvidos.

#4 Visionária

Talvez um dos tipos de liderança mais desafiador, o perfil visionário deve ter suficientes capacidades para aliar seus conhecimentos amplos de mercado aos conhecimentos sobre pessoas.

A liderança visionária pode ser a mais desafiadora, talvez até a mais específica. Seu modelo é voltado para a excelência da performance e dos resultados. Nesses casos, o líder reconhece a importância do papel do time e promove motivação constantemente.

A maior influência do líder nesse caso se dá pelo fato de ele ser o responsável por gerir seu time com base em sua visão de longo prazo sobre o mercado, seu time, sua empresa, etc.

Só assim é possível conciliar os objetivos visionários com a performance da equipe.

Qual seria o melhor no seu caso?

Não se pode afirmar qual dos tipos de liderança se adequaria com excelência no seu contexto. Justamente porque o melhor modelo depende muito das características do meio.

No entanto, um atributo geral que deve ser de domínio de qualquer líder consiste na capacidade empática de identificar o ritmo de trabalho, competências e produtividade de cada colaborador. Podendo, então, adequar seu modelo de liderança à realidade do ambiente.

Dessa forma, você proporcionará um ambiente de trabalho descontraído. Em que todos podem exercer seu melhor em função dos resultados, de forma enriquecedora e transformadora.

Convido você a fazer uma autoanálise de seu perfil de liderança com base na leitura desse artigo sobre tipos de liderança. Essa prática será boa para o seu conhecimento sobre si mesmo. Lapidar o conhecimento constantemente é um outro atributo imprescindível para o bom líder!

Conclusão…

Nenhum modelo se mostra mais eficiente do que outro, porque tudo depende do contexto organizacional em que se aplica cada tipo de liderança.

Por isso, o primordial aqui é que você, líder, tenha um “radar” fortíssimo para identificar as práticas que estão sendo bem sucedidas e as que não estão. Podendo, assim, investir em novos modelos, práticas e treinamentos.

Não se esqueça: conhecimento é a sua chave mais poderosa para assumir o controle a seu favor, sempre! Dessa forma, não se esqueça de estar sempre antenado para os novos treinamentos, cursos, workshops e demais formas de trabalhar avanços junto ao seu time, em função dos resultados!

Workshops e Palestras InCompany: Saiba Mais!

Gostou? Deixe seu comentário!


0 Comment

Would you like to join the discussion? Feel free to contribute!

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Liderança transforma… 3 de agosto de 2018 liderança transformadora